09222014Últimas:

Cresce o índice de longevidade no Brasil

Com o aumento da qualidade de vida e melhoras no sistema de saúde a expectativa de vida dos idosos no Brasil está aumentando cada vez mais. Dados do IBGE mostram que a população acima dos 60 anos dobrou nas últimas duas décadas, passando de 7 milhões para 14,5 milhões de idosos.

A longevidade tem diferença entre os sexos. As mulheres brasileiras vivem em média oito anos a mais do que os homens, o que faz com que a população de delas seja maior e ultrapasse os 54%. A média da expectativa de vida no Brasil hoje é de 68,6 anos, o que relata um aumento de 2 anos e meio a mais do que nos anos90. Aestimativa é que em 2020 essa expectativa ultrapasse os 70 anos.

Para manter a qualidade de vida muitos idosos trabalham e mantêm atividades físicas regulares. Segundo dados do IBGE 20% dos aposentados brasileiros trabalham. Manoel Ribeiro Lima afirma que trabalhar o mantém ocupado e sem tempo para preocupações, com isso, se sente mais jovem e mais útil. Para ele, ficar em casa o dia todo sem fazer nada é uma das piores coisas que pode existir para um idoso.

Em Curitiba

Para que os idosos tenham locais para se exercitar, a Prefeitura Municipal instalou mais de 120 academias ao ar livre espalhadas por parques e praças da cidade. A intenção da Prefeitura foi que os idosos tivessem um local apropriado para fazer exercícios. Nas academias, existem placas de alongamento e dicas para que eles se exercitem sem prejudicar a saúde.

Além de trabalhar e se exercitar, diversos idosos procuram cursos de informática, costura, bordado, artesanato, teatro no Centro de Atividades para Idosos, o Cati, um projeto da prefeitura para reunir essas pessoas com a sociedade. Esses estabelecimentos estão divididos entre as regiões da cidade estando presentes nos bairros Água Verde, Boa Vista, Boqueirão, Cajuru, CIC e Rebouças.

Ana Flávia Bello, 4º período.

What Next?

Related Articles